Saúde e Bem-Estar

Diminua o plástico no meio ambiente. Use purificador de água!

plástico no meio ambiente
gabriel.carrasco@npbrasil.com'
Escrito por Gabriel Carrasco

O plástico no meio ambiente é uma urgência mundial e nós todos devemos adotar posturas para reduzir o seu consumo

Diminuir o uso de plástico deve ser uma das metas da humanidade nas próximas décadas.

Se cada um fizer a sua parte e repensar alguns hábitos simples, é possível cuidarmos melhor do meio ambiente.

E uma dessas atitudes pode ser simplesmente optar por purificadores de água.

Entenda mais sobre isso neste artigo.

Por que o plástico é um problema?

Embora tenha nascido como uma forma de prevenir a caça e a depredação da vida de elefantes – graças ao marfim presente em suas presas -, o plástico, hoje, é vilão.

Responsável direto pela morte, todos aos anos, de mais de 100 mil animais marinhos, e já sendo a matéria prima fundamental de 5 ilhas espalhadas por nossos oceanos, de mocinho o plástico já não tem mais nada.

O problema que o plástico no meio ambiente gera é muito maior que qualquer um dos seus benefícios diretos.

Atualmente, inclusive, não são poucas as alternativas ecologicamente corretas para a sua utilização.

O descarte do plástico, quando feito de forma responsável, pode até minimizar o problema, visto que é altamente reciclável.

No entanto, seu descarte incorreto pode sobrecarregar aterros sanitários e poluir, ainda mais, os oceanos.

É por conta do seu uso irresponsável, diga-se, que até 2050 pode haver mais plástico do que peixes em nossos oceanos.

garrafa de plástico no meio ambiente

O que o plástico pode causar ao meio ambiente?

Dentre diversos problemas, o plástico no meio ambiente é o responsável direto pela morte de centenas de animais marinhos todos os anos.

Esse desequilíbrio causado na fauna oceânica pode, com o passar dos anos, esgotar, também, fontes alimentares.

Já nas cidades, não é raro ver rios entupidos com lixo plástico.

Assim, seja onde for, o plástico no meio ambiente figura como um grande vilão, que deve ser minimizado.

Poluição do plástico no meio ambiente

Quando se trata do plástico no meio ambiente, alguns dados são verdadeiramente estarrecedores e merecem nossa atenção.

Anualmente, cerca de 13 milhões de toneladas de lixo plástico atingem os nossos oceanos, formando grandes ilhas e atrapalhando muito a biodiversidade.

Quando analisamos o perfil do uso do plástico constatamos que ele é utilizado apenas uma única vez.

Basta notar como nos comportamos com garrafas de refrigerante e aquele filme plástico que envolve alguns dos nossos alimentos.

O mesmo pode ser notado em relação às demais embalagens de alimentos.

Outro dado que chama atenção em meio a todos esses é o fato de que apenas uma pequena parcela de todo o plástico no meio ambiente é reciclado.

Dados apresentados pela ONU apontam que apenas 9% de todo o lixo plástico é reciclado.

Dessa forma, todo o restante vai mesmo parar o meio ambiente, poluindo-o.

Quanto tempo o plástico demora para se decompor?

Se os aterros sanitários fossem feitos apenas por lixo plástico e se todo o lixo chegasse de uma vez só nesse ambiente, ele demoraria 400 anos para voltar ao seu estado natural.

Esse tempo todo para que a decomposição e reabsorção do lixo plástico nos chama verdadeiramente a atenção quando pensamos no seguinte dado: o plástico tem pouco mais de 100 anos de existência!

Criado em 1907, por Leo Baekeland, a primeira produção de plástico da história da humanidade só irá se decompor totalmente em 2307.

Descarte de garrafinhas e galões no meio ambiente

Imagine que você vá para a aula 200 vezes em um ano e todos os dias passe rapidinho em uma banca e compre uma garrafinha de água para te acompanhar.

Ainda que você a reutilize ao longo do dia – o que é excelente, não se engane -, apenas durante o Ensino Fundamental terá gastado 1800 garrafas de água.

Já no seu Ensino Médio, outras 600 e, por fim, em uma graduação de quatro anos, mais 800 garrafinhas terão sido utilizadas.

Ou seja: dos seus 6 aos 22 anos, 3200 garrafinhas de água terão sido consumidas e apenas 9% delas, 288, terão escapado dos aterros sanitários.

Já em relação aos galões, a conta também não é muito otimista.

Ainda que você possa trocá-los com menor frequência – cada galão de água tem a validade de dois anos -, o seu volume é imenso.

Além disso, suas características – o plástico mais grosso -, fazem com que sua reciclagem seja mais difícil de ser feita.

Usando purificador de água como solução para o problema do plástico

purificador de água

Uma forma bastante simples de evitar esse cenário catastrófico em relação ao plástico no meio ambiente é adquirir um purificador de água.

O purificador de água é um equipamento muito simples de instalar, de fácil manutenção e que evita que sua família consuma tanto a água mineral, em galões, quanto as garrafinhas de água.

Com um único refil purificador, a maioria das marcas promete purificar até 3 mil litros de água, o que equivale a 150 galões de 20 litros e 6 mil garrafinhas de água de 500 ml.

Através do seu uso, contribuímos significativamente para a preservação do meio ambiente, podendo utilizar a água purificada em qualquer garrafa de água permanente.

Dessa forma, nosso bolso agradece, o meio ambiente agradece e, certamente, as futuras gerações poderão pensar, um dia, em tomar um banho de mar, na praia – e não de lixo.

banner blog h2o

Conclusão

O plástico no meio ambiente é um problema não só em nosso país, mas no mundo todo e traçar alternativas para o seu uso é essencial.

Conforme vimos, boa parte do plástico consumido no mundo é utilizado apenas uma única vez e apenas 9% dele é reciclado.

Ainda, o plástico, criado em 1907, demora 400 anos para se decompor e ser absorvido pelo meio ambiente.

Assim, apenas em 2307 os primeiros plásticos produzidos pela humanidade terão desaparecido por completo.

É por conta disso que é essencial buscarmos por formas de diminuir o consumo dele.

Podemos fazer isso adotando sacolas retornáveis para nossas compras em supermercado, fazendo a destinação correta do lixo já criado em nossas casas e diminuindo, também, o consumo de água engarrafada.

Para esse último problema, as garrafas permanentes associadas ao purificador de água é uma ótima maneira de economizar dinheiro e não gerar lixo.

Invista hoje mesmo no futuro da humanidade e adote a sua garrafa de água e o seu purificador! Dispense o uso de galões de água mineral e de garrafinhas de água sempre que sair!

Como diminuir o uso de plásticos em dez passos:

1 – Adote uma garrafa de água permanente e vá com ela para todos os lugares;

2 – Deixe de consumir água mineral em galões e adquira um purificador de água para a sua casa;

3 – Elimine o uso de plástico filme para embalar alimentos com o pano de cera de abelha;

4 – Utilize apenas sacolas retornáveis para fazer suas compras de supermercado e feira;

5 – Em sua casa, faça o descarte correto de lixo reciclável;

6 – Separe os tipos de lixo reciclável e faça a destinação correta deles;

7 – Jamais descarte lixo em rios ou na rua;

8 – Ao consumir alimentos fora de casa, não use canudinho plástico;

9 – Se estiver em um ambiente em que é utilizado apenas copos plásticos, use apenas um o tempo todo;

10 – Fique de olho no plástico que envolve os alimentos e, se possível, compre comida sem o uso desse insumo. 

Sobre o autor

gabriel.carrasco@npbrasil.com'

Gabriel Carrasco

Deixe um Comentário